Eu amo-Vos Jesus pela multidão que se abriga dentro de vós, que ouço, com todos os outros seres, falar, rezar, chorar, quando me junto a Vós.
TEILHARD DE CHARDIN

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Filhos do Amor



Os filhos do Amor,amam e amam até ao fim...sem se ficarem parados nos deslumbramentos que a alma por vezes trás pela fresta que se abre ao Senhor, radiante como o sol.


A cada vez é sempre o desfazer da tenda para que se exerça o amor entre os homens...como o sal na comida,como o fermento que se mete na massa, mesmo que ela não seja o trigo sonhado.

4 comentários:

Anónimo disse...

Pois precisamente o desafio está em fazer levedar farinha menos boa...a boa é"trigo limpo..."

Ana

vp disse...

mesmo a farinha de trigo,aquele que a Ana chama limpo,essa tb não esqueçam que leva sempre nela alguma mistura de um trigo mais frágil... menos bom... o que lhe dá a forma é o equilíbrio entre o bom e o menos bom...

Lua dos Açores disse...

A expressão "Trigo limpo, Farinha Amparo" é equivalente a "Favas contadas" pelo que o que quis dizer é que fazer levedar uma farinha boa, do trigo sonhado, a tal equilibrada, qualquer fermento faz. A arte do padeiro está em fazer levedar uma farinha com defeitos, a tal "que ela não seja o trigo sonhado"

IsaMar disse...

que dizer deste seu texto? Nem sei Os filhos saõ feitos de amor, mas o amor por vezes nao cresce como o fermento em trigo. Há que ter esperança que é dificil manter em dias de amrgura.

jinhos meus