Eu amo-Vos Jesus pela multidão que se abriga dentro de vós, que ouço, com todos os outros seres, falar, rezar, chorar, quando me junto a Vós.
TEILHARD DE CHARDIN

quinta-feira, 30 de abril de 2009

e todos...


E todos serão ensinados por Deus João 6,45


Assim espero,assim rogo,meu Abba

ensinados a ser mais justos,mais mansos,mais fiéis,mais generosos e tolerantes,mais abertos ao sol da Tua Graça...

Na tua grande ternura,olha para mim,Senhor
Salmo 68

Olha por mim,meu Abba...olha por todos....Tem compaixão dessa multidão desorientada e perdida,como ovelhas sem pastor...

terça-feira, 28 de abril de 2009

vida peregrina


Por montes e vales desta vida peregrina a nossa alma sedenta implora:

Abba ,Paizinho

Ensina-me a fazer a Tua vontade
porque tu és o meu Deus
O teu sopro é benfazejo
que ele me guie para um país de planícies
Salmo 141

domingo, 26 de abril de 2009

Se quizerem...





Se quizeredes, Cristo vos tomará com Ele,se vos consumirdes nas fadigas da caridade estareis sempre a ressuscitar pelas chamas da oração.Estareis no Céu vivendo sobre a terra e podereis espalhar à vossa volta a atmosfera do céu.
Paul Sédir

sábado, 25 de abril de 2009

o idioma de Deus


Alguém disse que o silêncio é o idioma de Deus.

Mas não será o silêncio um som que faz medo num mundo de ruídos que mimam a companhia?


Abba,meu Pai que o meu silêncio te procure e te encontre e então sim estarei acompanhada!.

terça-feira, 21 de abril de 2009

ENCONTRO DE DUAS SEDES


Muitas vezes as sagradas Escrituras nos falam da sede de Deus.De uma forma ardente ,os salmistas e os profetas encontraram as formas mais significativas de exprimir como os filhos do homem sentem intensamente a saudade de Deus.

A minha alma tem sede de Deus, do Deus vivo; quando irei contemplar a face de Deus? (Sl 41,3) Ó Deus, vós sois o meu Deus, com ardor vos procuro. Minha alma está sedenta de vós, e minha carne por vós anela como a terra árida e sequiosa, sem água. (Sl 62,2) Estendo para vós os braços; minha alma, como terra árida, tem sede de vós. (Sl 142,6).

Por vezes a nossa terra árida não compreende ou não aceita a verdadeira causa de estar sequiosa.E na busca de sucedâneos o nosso eu profundo desgasta-se e perde-se. "Porque meu povo cometeu uma dupla perversidade: abandonou-me, a mim, fonte de água viva, para cavar cisternas, cisternas fendidas que não retêm a água". (Jr 2,13)

Mas a nossa sede não é única.O nosso Deus é um Deus envolvente.Também Ele, desde sempre, tem sede de nós.Não aceita a nossa demissão,os nossos abandonos.Pacientemente procura cada um de nós,como o mais amorável dos pais.

E no encontro, não cobre o filho extraviado apenas de beijos e abraços.Oferece os dons grandiosos que Jesus descreve com imagens das mais lindas que a visão humana pode atingir: …mas o que beber da água que eu lhe der jamais terá sede. Mas a água que eu lhe der virá a ser nele fonte de água, que jorrará até a vida eterna". (Jo 4,14) "Quem crê em mim, como diz a Escritura: Do seu interior manarão rios de água viva (Zc 14,8; Is 58,11)" (Jo 7,38) .

Na verdade,quem não se extasiou perante uma cachoeira ou uma cascata em que a poalha irisada de luz reveste a água com mil reflexos de um esplendor magnifico,que o Apocalipse descreve com palavras fortes e belas.

. "Novamente me disse: Está pronto! Eu sou o Alfa e o Ômega, o Começo e o Fim. A quem tem sede eu darei gratuitamente de beber da fonte da água viva". (Ap 21,6) "Mostrou-me então o anjo um rio de água viva resplandecente como cristal de rocha, saindo do trono de Deus e do Cordeiro". (Ap 22,1)

Senhor,faz-nos compreender que apenas a tua água viva pode saciar a nossa sede!


Meu Abba e meu Senhor,faz que a minha e a tua sede se encontrem no abraço , que anuncia as núpcias eternas!

segunda-feira, 20 de abril de 2009

Um dia...


Um dia os discípulos,homens rudes feitos ao trabalho pesado,mas de coração simples e aberto,habituados a orar a Deus como um ser distante e tão poderoso,que não admitia intimidades,admiraram-se de ver Jesus a orar de uma forma diferente da que faziam no templo.

Uma entrega,uma concentração,como se uma necessidade imperiosa O levasse a um dialogo intenso,pessoal e intímo, com Deus. E quando Jesus ,depois de ter orado,voltou para o meio deles ,um deles não resistiu a pedir-Lhe:"Um dia, num certo lugar, estava Jesus a rezar. Terminando a oração, disse-lhe um de seus discípulos: Senhor, ensina-nos a rezar, como também João ensinou a seus discípulos". (Lc 11,1)

E Jesus inicia a oração, ensinando-nos que Deus é o nosso Pai.Jesus coloca-nos,assim, na dimensão comunitária da oração,como membros da família de Deus.Os cristãos têm que reflectir, entre eles, a comunhão por excelência,que é a comunhão Trinitária,orando reunidos ao Pai,na mediação de Cristo,com a assistência do Espírito Santo,dado que somos balbuciantes aprendizes da oração.

Escreveu o saudoso Papa João Paulo II : A comunhão dos cristãos tem por modelo, fonte e meta, a própria comunhão do Filho com o Pai, no dom do Espírito Santo: unidos no vínculo amoroso do Espírito, os cristãos estão unidos ao Pai– João Paulo II (in iChristifideles Laici).O aprofundamento da nossa intimidade com Deus,não nos isola e não nos separa dos outros cristãos,antes pelo contrário,move-nos,à oração em comum ,para nos entregarmos,nós, a Igreja de Cristo, à comunhão com Deus,na Sua amorosa Presença.

Dai-nos,Senhor,um coração que comungue,para que com os outros irmãos e irmãs,progressivamente possamos compreender, o nosso ser profundo,a face mais escondida de nós mesmos,aquela onde Deus escolheu habitar desde todo o sempre e que aí entendamos o preço que temos para Deus, nosso Pai e que entendendo sejamos, cada dia mais, instrumentos da Sua paz,do Seu amor,do seu perdão !

sexta-feira, 17 de abril de 2009

Espera e espera-nos...


Ele espera o nosso amor...pois todos os q O amam e adoram na glória fazem-no naturalmente,mas nós ,enquanto aqui estamos, o fazemos como seres livres que O escolheram para O amar e procurar a Sua vontade.


Mas como somos frágeis,Abba!!

Mas felizes porque esperamos em TI - Salmo 83.

quarta-feira, 15 de abril de 2009

a marca imprescindível do AMOR...


Posso ser um monumento de espiritualidade,mas se não tiver Amor nada sou,não sirvo para nada... São Paulo em Corintios I,capítulo 13

Abba,meu Pai ,prende-me no Teu Amor ,o único que salta todas as barreiras,que sai vencedor da própria morte...

segunda-feira, 13 de abril de 2009

mosteiro de Alcobaça - Portugal

Cantarei ao Senhor enquanto viver...grato lhe seja o meu canto!!!


video

Sinais...


Amar como Jesus amou,permanecer nesse Amor...e os sinais do Ressuscitado vão polvilhando os nossos caminhos!

quinta-feira, 9 de abril de 2009

Quinta -Feira Santa

(matzot - pão ázimo para a pessah)
Na própria noite em que ele foi entregue, o Senhor Jesus tomou o pão..

I Coríntios 11, 23

Entregou-se a nós desde o seio de Maria permaneceu connosco entregando o seu corpo não só para a morte e morte de cruz em oblação de Amor,mas quiz ainda que nunca passasemos sòzinhos a dor,a traição,o abandono,o desamor e fez-se nosso alimento até ao banquete das núpcias do Cordeiro.


Como retribuir tamanho amor,senão amando-O nos pequeninos como Ele nos disse
: Responderá o Rei: - Em verdade eu vos declaro: todas as vezes que fizestes isto a um destes meus irmãos mais pequeninos, foi a mim mesmo que o fizestes. -Mat 25,40?

terça-feira, 7 de abril de 2009

O Senhor diz


O Senhor diz ao seu povo: Carreguei convosco desde o vosso nascimento. Permanecerei o mesmo até à vossa velhice; sustentar-vos-ei e salvar-vos-ei. Is 46,3-5.9

domingo, 5 de abril de 2009

Nada temo...Domingo de Ramos 2009


video
Hino da oração de Vésperas

Se me envolve a noite escura
E caminho sobre abismos de amargura,
Nada temo porque a Luz está comigo.

Se me colhe a tempestade
E Jesus vai a dormir na minha barca,
Nada temo porque a Paz está comigo.

Se me perco no deserto
E de sede me consumo e desfaleço,
Nada temo porque a Fonte está comigo.

Se os descrentes me insultarem
E se os ímpios mortalmente me odiarem,
Nada temo porque a Vida está comigo.

Se os amigos me. deixarem
Em caminhos de miséria e orfandade,
Nada temo porque o Pai está comigo.

Se me envolve a noite escura
E caminho sobre abismos de amargura,
Nada temo porque a Luz está comigo.

sexta-feira, 3 de abril de 2009

Cheio de compaixão


«36Contemplando a multidão, encheu-se de compaixão por ela, pois estava cansada e abatida, como ovelhas sem pastor.
37Disse, então, aos seus discípulos: «A messe é grande, mas os trabalhadores são poucos»
Mateus 9, 36-37 (Bíblia dos Capuchinhos)

A paixão de Jesus pelos abandonados,cansados e abatidos conduzi-O a entregar a própria vida,numa dádiva constante desde o seio de Maria,ao partir do pão,até à cruz.