Eu amo-Vos Jesus pela multidão que se abriga dentro de vós, que ouço, com todos os outros seres, falar, rezar, chorar, quando me junto a Vós.
TEILHARD DE CHARDIN

segunda-feira, 22 de outubro de 2007

companheiros de jornada


Muito lentamente,ao longo dos dias,vamos aceitando que os companheiros de caminho nos faltem,nos deixem por mais de uma razão até porque vão tomando uma nova estrutura, face talvez a novos desafios.





Mas essa aceitação, que pode começar por doer , acaba por ,salutarmente,cavar mais fundo o que ainda tinhamos fechado para Deus e,deve-se sempre e para sempre a um COMPANHEIRO de caminho que se mantém nas nossas estradas de Eamús,lado a lado,sem desfalecer,sem mudar,sem desaparecer...




Louvado sejas,Deus de ternura e de bondade,também por isso.!

1 comentário:

Lua dos Açores disse...

Há muito agradeço ao Pai pela presença dos companheiros de jornada. Todos têm sido importantes. Quando desaparecem penso sempre que poderia ter "aproveitado" mais quer dando quer recebendo/aceitando. Não acho uma mais valia quando se afastam ou desaparecem, muito menos quando me ignoram mesmo quando, apesar de..., eu continue a colher do que eles façam ou digam. Acho q um longo caminho ainda terei a percorrer para a almejada perfeição. O meu barro é cheimho de brechas e impurezas