Eu amo-Vos Jesus pela multidão que se abriga dentro de vós, que ouço, com todos os outros seres, falar, rezar, chorar, quando me junto a Vós.
TEILHARD DE CHARDIN

terça-feira, 14 de junho de 2016

Maria, a mulher forte da Escritura

Maria, a mulher forte da Escritura
Como podia aquela jovem mulher fazer aquela distância já grávida para ir ter com Isabel a uma cidade da Judeia (Lucas 1,39), como poderia em condições adversas ter o seu parto,(Lucas 2,7) como poderia com o filhinho nos braços, procurar a rota do Egipto ( Mateus 2,14),como poderia fiar,cozinhar em pedras quentes,trazer cântaros de água da fonte, lavar a roupa nas ribeiras,arrotear a horta, apascentar algum gado se fosse uma das pálidas e loiras damas de salão, que os pintores teimaram em nos apresentar através dos séculos.
Mas as Escrituras apontam-nos de uma forma bem ilustrativa como seria a mãe de Jesus,a jovem de Israel, a mulher forte das Escrituras.
A sua figura poderia ser a do Cântico dos Cânticos :”
1 - 5.
Eu sou morena e agradável, ó filhas de Jerusalém, como as tendas de Quedar, como as cortinas de Salomão.
6 Não olheis para o eu ser morena, porque o sol resplandeceu sobre mim.“
A sua força como a descreviam as parteiras egípcias:
“Porque, responderam elas ao faraó, as mulheres dos hebreus não são como as dos egípcios: elas são vigorosas, e já dão à luz antes que cheguem as parteiras.” (Êxodo 1,19).
A sua entrega esclarecida,quando interrogou Gabriel.(Lucas 1, 34)
O seu cântico em casa de Isabel, (Lucas 1, 46 ) grandioso, sem nada pedir para si, invocando e convocando as misericórdias de Deus para os mais fracos e esquecidos.
Quando celebramos o encontro das mães, o serviço de Maria a Isabel, louvo-a não só por nos trazer Jesus, mas porque a sua vida foi tão igual à das outras mulheres em lutas diárias, em dores e sofrimentos, em fugas e pesadelos, sem nunca ter deixado de crer.
Não, não...os pintores, por mais perfeita que seja a sua arte, não se aperceberam de quem era Maria de Nazaré. MJB

Sem comentários: